Questões de Oceanografia

Lista completa de Questões de Oceanografia para resolução totalmente grátis. Selecione os assuntos no filtro de questões e comece a resolver exercícios.

Os recursos pesqueiros marinhos são classificados de acordo com seu habitat preferencial. Os peixes das famílias Gadidae, Merlucidae, Scienidae, Aridae e Sparidae constituem recursos denominados

  • A. pelágicos.
  • B. bentônicos.
  • C. bentônicos.
  • D. abissais.
  • E. oceânicos.

Os sulfuretos polimetálicos que se formam nos campos hidrotermais que ocorrem normalmente na Crista Média Atlântica são potenciais recursos de

  • A. cascalhos + areias quartzo-feldspáticas.
  • B. cobalto + níquel + terras raras.
  • C. metano (recurso energético).
  • D. manganês + níquel + cobalto.
  • E. cobre + zinco + chumbo + estanho + ouro + prata.

A figura abaixo apresenta o perfil topográfico típico das praias do norte da Ilha de São Luís. O subambiente que é representado por uma faixa de areia que, fica hora emersa, hora submersa entre as linhas de preamar e baixamar, constituindo-se na praia é denominado de

  • A. baixamar.
  • B. preamar.
  • C. estirâncio.
  • D. pós praia.
  • E. duna.

São ambientes da planície costeira maranhense, formados por paleocorpos arenosos (cordões praias e dunas-praia) que repousam sobre depósitos lamosos, isolados dos processos costeiros por planícies lamosas subsequentes:

  • A. chernier.
  • B. manguezais.
  • C. campos litorâneos maranhenses.
  • D. depósitos eólicos costeiros pleistocênicos.
  • E. parcel Manuel Luís.

A figura abaixo mostra o Mapa de Setorização Costeira do Estado do Maranhão.

O Setor 4 é denominado

  • A. litoral ocidental.
  • B. golfão maranhense.
  • C. litoral oriental.
  • D. baixada maranhense.
  • E. parcel Manuel Luís.

A Zona Costeira e Estuarina do Maranhão − ZCEM apresenta 5 setores com características fisiográficas e antrópicas bem diferenciadas. A zona caracterizada por possuir uma população de 155.215 habitantes (13,12 hab/km2), marcada por uma linha de costa retilínea, recortando restingas, cordões de dunas fixas e móveis, manguezais, praias, baías, ilhas, enseadas e sistemas deltáicos, estuarinos é denominada de

  • A. golfão maranhense.
  • B. litoral oriental.
  • C. parcel Manuel Luís.
  • D. baixada maranhense.
  • E. litoral ocidental.

Considere a figura abaixo.

O bloco diagrama representa

  • A. influência antrópica sobre a zona costeira.
  • B. zona costeira de dunas.
  • C. área de influência dos manguezais.
  • D. processos de dinâmica superficial marinha.
  • E. ecótono costeiro do contínuo flúvio-marinho.

Uma visão geral da teoria da quase-geostrofia

  • A. fornece uma estrutura conceitual complexa com a qual se pode entender e diagnosticar a evolução bidimensional dos sistemas de tempo de escala sinótica.
  • B. mostra como o balanço hidrostático e o balanço geostrófico restringem e simplificam os movimentos atmosféricos, mas de maneira realista.
  • C. ajuda a compreender como os campos de massa e os campos de momentum interagem para criar circulações verticais que resultam em padrões sinóticos realistas.
  • D. oferece a interpretação física das resultantes do movimento horizontal e dos padrões de nuvens/precipitação associados a jatos de ar de latitudes medias.
  • E. refere-se a padrões bioclimáticos das águas oceânicas superficiais.

O Diagrama de Lorenz, utilizado em análise da conversão de energia dos oceanos, permite uma rápida e fácil visualização dos principais processos energéticos que estão associados a determinado processo dinâmico, fornecendo também a quantificação de cada um deles, mostrando as interações entre as formas de energia mais importantes, ou seja, a Energia Cinética Média − ECM, a Energia Cinética Turbulenta − ECT, a Energia Potencial Média − EPM e a Energia Potencial Turbulenta − EPT. Entre as conversões de energia que compõem o Diagrama de Lorenz, as mais estudadas, em larga e mesoescala, são aquelas oriundas dos processos de instabilidade

  • A. baroclínica, que convertem EPM para ECM.
  • B. barotrópica, que convertem ECT para ECM.
  • C. baroclínica, que convertem ECT para EPM.
  • D. baroclínica, que convertem ECM para EPM.
  • E. barotrópica, que convertem ECM para ECT.

A circulação oceânica global movida pelas diferenças de densidade das águas dos oceanos, causada pelas diferenças de temperatura e salinidade na água oceânica superficial, denomina-se:

  • A. Força de Coriolís.
  • B. circulação induzida pelo vento.
  • C. circulação termohalina.
  • D. ressurgência.
  • E. Espiral de Ekman.
Provas e Concursos

O Provas e Concursos é um banco de dados de questões de concursos públicos organizadas por matéria, assunto, ano, banca organizadora, etc

Parceiros

Caso deseje ser um parceiro entre em contato.

questoes de concurso

cupom de desconto

body feminino

pci concursos

bendito guia

{TITLE}

{CONTENT}

{TITLE}

{CONTENT}
Provas e Concursos
0%
Aguarde, enviando solicitação!

Aguarde, enviando solicitação...